Shelly de Killer é um matador profissional que aparece no caso Farewell, My Turnabout. é muito excêntrico e diferente do que se espera para um assassino. Ele acredita na confiança mútua entre seus clientes e ele próprio, por isso faz questão de se encontrar pessoalmente com eles. Também sempre deixa um "cartão de visitas" na cena do crime e repudia a traição. Além disso, é muito cortês e dificilmente demonstra emoções

Imagem do perfil de Shelly de Killer

Imagem do perfil de Shelly de Killer, vulgo "John Doe"

Dados Pessoais[editar | editar código-fonte]

Profissão: Assassino profissional, mordomo (disfarce)

Apelidos: John Doe (disfarce)

Ano de nascimento: desconhecido

Idade: desconhecida

Episódio de estreia: Farewell, My Turnabout

Família: desconhecida

Música-tema: Shelly de Killer ~ Whim of a Murderous Gentleman

História[editar | editar código-fonte]

Carta de Shelly de Killer

A Contratação[editar | editar código-fonte]

Shelly de Killer foi contratado por Matt Engarde para assissinar o rival dele, Ruan Corrida. Para não levantar suspeitas, se disfarçou como mordomo de Matt. Ele entrou no caso quando Edgeworth reconheceu a carta que uma testemunha mantinha como o cartão de visitas de de Killer


O Sequestro[editar | editar código-fonte]

Para garantir a liberdade do seu cliente, de Killer sequestrou Maya Fey para obrigar o famoso advogado Phoenix Wright a defendê-lo. Por esse motivo, Phoenix teve que defender um criminoso pela única vez em sua carreira. Maya ficou presa em um quarto na casa de Matt até o dia do julgamento final. Durante o tribunal, uma equipe especial chefiada por Dick Gumshoe investigou a casa de Matt, mas de Killer já fugira levando Maya. Ela conseguiu invocar sua irmã, Mia Fey, e esta, através da pequena Pearl fey, passou informações da localização de Maya para Edgeworth. Gumshoe não conseguiu salvar Maya, porém achou pistas importantes.

Conclusão[editar | editar código-fonte]

de Killer testemunhando

Enquanto isso, Phoenix Wright, Edgeworth e o juiz ouviam o depoimento de Shelly de Killer por meio do um rádio-transmissor que bizarramente se quebrava quando uma contradição vinha a tona. Phoenix pretendia enrolar de Killer até Maya estar salva, mas Gumshoe liga para Edgeworth avisando que não a achou, mas estava levando evidências para o tribunal. Gumshoe sofre um acidente e sobra para Franziska von Karma levar as evidências. Dentre elas estava uma fita de vídeo que Matt guardou com o intuito de chantagear de Killer. Ao saber dessa fita, de Killer resolve libertar Maya, e diz que "tem um novo alvo".

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.